Cai o Pano

Assistí com um misto de curiosidade e expectativa o video da tão badalada reunião ministerial ocorrida em 22 de abril.A grande imprensa corrompida prestou um grande favor ao País ao fomentar  , de forma veemente,  pressuposições e presunções  , que eram mais desejos e aspirações , de um provável  derretimento do governo Bolsonaro.O açodamento do ministro Celso de Melo,aquele chamado por Saulo Ramos de juiz de merda e também de ser tendencioso a proteger os poderosos(Código da Vida.pág. 92,Saulo Ramos),ao apressar o andamento deste processo , na certeza de ser esse o processo que , a seu ver, fecharia com chave de ouro sua trajetória  profissional,simplesmente caiu do cavalo.  Foi implodido  e, teve o seu epílogo  totalmente adverso daquele esperado pelo   já agora quase ex-ministro.Não nos esqueçamos que sua excelencia, para gáudio de todos nós, se retira daquela Côrte  no final desse ano.Finalmente estaremos livres daquele votos rebuscados, tediosos . confusos  e enfadonhos, onde sua excelencia parecia se deliciar com todo aquele linguajar antiquado e para mim desnecessário e ridículo. Some-se a essa implosão a frustração que o video da reunião disseminou nas hostes oposicionistas, tão carente de boas noticias, que esperavam ,com  todo o seu negativismo, por um desastre do atual  morador do Palacio da Alvorada.Se ferraram!Vemos hoje, passadas menos de 24 horas da divulgação, é o total desespero e decepção daqueles que até hoje não  assimilaram o resultados das eleições de 2018.Pior para eles.!..O video da reunião , não mostra, a meu ver,qualquer tentativa de interferência explícita do Presidente na Polícia Federal.Fica claro a cobrança direta do Presidente  a seu Ministro da Justiça por sua flagrante omissão na defesa de cidadãos sendo algemados  por  prefeitos extraplolando suas atribuições e violando, de forma   intempestiva, nossa Constituição.Fatos esses , consequência direta do avanço do STF  em suas investidas irresponsáveis e descabidas em matérias de natureza exclusiva do Poder Executivo.A carta do gen. Heleno oportuna e necessária,  deve servir de alerta ao STF     ressaltando que tudo tem um limite.As ingerências do Supremo em assuntos fora de sua competência tem de cessar,sob pena de levar – in extremis- a uma situação de enfrentamento indesejável e perigosa. .Ao ,injustificadamente, liberar todo o video,quando deveria se ater à liberação somente daquilo pertinente ao inquérito a ex futura excelencia ultrapassou as fronteiras da investigação para cair na vala comum da politicagem baixa e abusiva.Mas felizmente tudo leva a crer que o ministro Celso de Melo não terá aquela saída triunfal  com a qual tanto sonhou.Parece que o ministro pretendia calçar as pantufas , vestir o pijama e penetrar na obscuridade comemorando a derrubada de um presidente. Não vai rolar!Pelo contrário,deverá sair pela porta dos fundos da História, lamentávelmente não sob vara , mas certamente sob vaia ,caminho normal a ser trilhado pelos mediocres e derrotados.Mas, o que mais me surpreende é constatar a  incompetência e falta de senso crítico do  futuro ex-excelencia em  perceber que, ao assistir o video   e liberar o seu sigilo, estaria demolindo  toda a narrativa do ministro traíra, e também jogando  por terra  todo o seu furor punitivo. Isso sem contar que  mandaria pro vinagre toda  a expectativa das esquerdas que acreditavam piamente  ter encontrado a bala de prata que detonaria Bolsonaro e seu governo.Mas, embora poucos tenham percebido, Bolsonaro em sua fala dissera que aquela gente não conhecia absolutamente nada   a respeito do povo.O ministro supremo, em sua  infantil inocencia   julgou ,erradamente ,que os palavrões   proferidos  por Bolsonaro seriam suficientes para derrubá-lo.Fosse o sr futuro ex ministro    dotado de melhor capacidade analítica,coisa que agora sabemos, não o é,saberia que tais impropérios bolsonaristas soaram como música para este povo , que os entendem  e os julgam mais decentes e honestos que  o ambiente corrompido, asqueroso e patético  daquela côrte  que beira a canalhice.Cabe agora ao PGR ,  decidir os rumos desse inquérito fajuto.Pode simplesmente arquivá-lo  por absoluta inépcia da denuncia ou  pode  dar andamento às investigações sob o risco de acirrar os  ânimos  do ambiente politico e institucional.Aguardemos.Pra encerrar e atendendo aos mais altos preceitos recomendados pela liturgia daquela Côrte peço venia, a máxima venia, pra dizer àqueles magistrados:vão pros quintos dos infernos.!!E ,com toda a certeza,sem lagosta e vinhos premiados.

Reminiscencias

Essa quarentena para nós que já passamos dos 70 , tem se revelado uma oportunidade singular de   nos voltarmos para nosso interior , relembrando fatos, estórias  e experiencias  por nós vivenciados ao longo de nossa trajetória pessoal e profissional.Ainda hoje vários de meus amigos do Usigole( Confraria dos Aposentados da Usiminas), resolveram abrir seus baús de vida e publicaram fotos daqueles tempos de outrora.Resolvi  fazer o mesmo.E saí pelo apartamento abrindo gavetas e armários em busca  de pedaços de minha história.E parte importante dessa história  ocorreu no Japão onde estive por três vezes,em 1975,1977 e a última em 1990.Foram experiencias incríveis que me permitiram observar como um País milenar promoveu mudanças  tão profundas no curto espaço de 15 anos.Um país que tinha em 1975 como âncoras de sua maior rede de TV , a NHK  três homens ,em 1977  2 homens e uma mulher e em 1990 2 mulheres e um homem; que em 1975 as garconetes fugiam dos ocidentais  nos restaurantes e que em 1990 se adiantavam para nos atender,na expectativa de treinar seu inglês, para ficar apenas nesses dois exemplos.Isso tudo ,era para mim, lições  de vida e de sabedoria daquele fantástico e acolhedor povo.Eu sempre tive como objetivo, não me prender apenas aos aspectos técnicos do meu treinamento;era parte obrigatória durante minha permanência naquele chão , tão diferente  de nós, tentar assimilar tudo aquilo que , no meu julgamento, me tornaria uma pessoa melhor ,mais consciente  e mais segura dos meus princípios.Os comportamentos, as atitudes, o respeito rígido aos horários e compromissos sempre me encantaram.Não fui, durante os seis meses que lá permanecí, vitima de desrespeito, de preconceito ou de indiferença por parte de qualquer pessoa.Eram para comigo amáveis e leais.E hoje, ao rever fotos daquela época me senti rejuvenescido  , nostálgico sim, mas tremendamente gratificado  por ter vivido com tanta riqueza  essa parte de minha vida.Daquela parte do mundo eu só trouxe  alegrias.A grande amargura que, ainda hoje sinto em relação aos japoneses não ocorreu lá.Em 1990, fui atendido dentro da Usina de Kimitsu por um jovem engenheiro e nos tornamos amigos.Convidado para um jantar em sua casa,conhecí sua jovem esposa e suas duas filhinhas.Fiquei imensamente feliz quando soube de sua vinda à Usiminas para nos fornecer assistencia técnica  na área de Caldeiras,sua especialidade.Terminada a   assistencia fizemos uma reunião final  para  ouvir suas recomendações.Seu relatório  concluía que nossas caldeiras estavam muito bem cuidadas e  chamava nossa atenção para nunca se descuidar da qualidade  no tratamento da água das caldeiras.A reunião final com a Chefia Geral da Usina e com todos os departamentos onde houve a presença de assistente técnico seria na sexta feira da semana seguinte.Nessa reunião cada assistente técnico fazia um breve relato de suas atividades e conclusões.Enfim chegou a hora do Satoshi Horita apresentar seu relatório, onde praticamente repetiu o que já tinha  dito  anteriormente.Aí a desgraça aconteceu!O chefe geral da Usina, recém  ocupante do cargo, pouco sabia de altos fornos,aciarias ou laminações e então nada perguntou dessas áreas,mas sabia tudo sobre caldeiras ,pois tinha sido o chefe dessa   área.Resolveu então que alí estava uma ótima oportunidade de mostrar seus conhecimentos.Ele fazia uma pergunta e o Horita respondia.Então ele fazia outra um pouquinho mais detalhista sobre aspectos pouco relevantes.E não parava e dizia coisas como …. mas e aquela válvula?e aquele parafuso?E o Horita foi se incomodando com aquele interrogatório e não sabia mais o que responder pois não sabia onde o chefe queria chegar com aquela insistência.E, vermelho de nervosismo, na ânsia de acabar com aquela situação,soltou  que na realidade as caldeiras estavam muito mal cuidadas. e poderia haver acidentes.Foi aquele constrangimento geral e o chefe dele falou que o relatório dele seria reavaliado.Conclusão:o relatório  foi confirmado mas o dano já estava feito.Ao retornar ao Japão Horita foi destituido de sua chefia e perdeu todas as chances de promoções futuras.Ao me encontrar com o Chefe depois da reunião lhe disse com todas as letras:” vc com toda a sua insistencia em mostrar conhecimento  simplesmente destruiu a vida de um excelente engenheiro japonês.” Virei as costas e fui embora.

 

Reconstrução

Terminado o ano de 2019,encerrado o Campeonato Brasileiro da serie A,acabou se confirmando aquilo que disse ao longo do ano; o elenco do Cruzeiro  não daria conta de manter a equipe  na elite do futebol brasileiro. Como de fato não deu.Somente uma pessoa totalmente ingenua  acreditaria que aqueles veteranos  , em fim de carreira e praticando um péssimo futebol,seriam capazes de  sustentar a equipe.Mas agora  ,nós cruzeirenses temos de olhar para o futuro.Depois de tanta bagunça,tanta irresponsabilidade,tanta incompetencia  e tanta inépcia,temos , por obra das contingencias e da realidade  que nos atinge, uma oportunidade,talvez a única, de  estabelecer todas as condições , premissas e regramentos  que  permitam   ao clube   reconstruir  sua história de forma  a garantir que jamais  incorrerá no descalabro administrativo,gerencial, de más escolhas de seus dirigentes , de aplicação de politicas totalmente nefastas , de compadrios nebulosos  que culminaram no desastre vergonhoso e humilhante ..Certos grupos que orbitam em torno do Clube precisam ser  neutralizados   e  afastados   da vida  cotidiana e dos assuntos que importam sob pena de retornarmos  ao dominio    desses pseudos cruzeirenses    num prazo muito rápido. Será preciso  reformular o Conselho Deliberativo de forma a  atribuir-lhe perrogativas de controle  que inibam atitudes irresponsáveis, delimitem o poder  da Diretoria Executiva e impeçam que  decisões irracionais sejam tomadas colocando em risco  a própria existencia da instituição celeste.

Agora é hora de união , de  busca de soluções, de austeridade  gerencial e administrativa.É hora de se estabelecer políticas sólidas e permanentes para o setor do futebol,com visão de longo prazo e de continuidade do trabalho  para todas as equipes.Agora é a oportunidade de  se definir  como devem ser trabalhadas as equipes de base, com um  programa de treinamento  onde os diversos técnicos tenham liberdade de dentro de campo,treinar as equipes  mas seguindo uma diretriz unica  emanada do comando do futebol.Cito um exemplo: todo técnico será obrigado a  treinar seus goleiros dentro de um mesmo método.Deve ensiná-los a  praticar todos os fundamentos , inclusive de participar das saídas de bola com qualidade.Esse principio é válido para qualquer atleta,não importa sua função.Enfim, há um longo e dificil caminho pela frente.Não será facil! Mas não podemos nos esquecer que é nas dificuldades que surgem as melhores oportunidades.

Que 2020 seja o ano do renascimento de um Cruzeiro mais sólido,mais responsável,mais profissional e mais confiante.

Um Feliz 2020 a todos!

Fim da Linha

A Superliga Feminina de Volei chegou ,ontem em Uberlandia, ao seu final.Não há o que contestar do resultado  , por sinal meritório, alcançado pelo Minas Tenis Clube, através de uma equipe magnificamente treinada pelo italiano Stéfano Lavarini.Alías esse treinador merece um comentário  especial.Quem viu sua entrevista apresentada pelo Sportv pouco antes da partida se surpreendeu.Este foi o meu caso.Ao ser perguntado sobre o que mais gostava no jogo de volei ,Lavarini nos brindou com uma resposta,no minimo inesperada.Disse ele:”o embate entre as equipes não me  interessa.O meu embate sempre será contra os treinadores que enfrento.São eles que quero derrotar”.E, nessa temporada da Superliga que ora se encerra, foi o que ele mais fez;derrotar treinadores.Só o  Paulo Coco do Praia  foi derrotado umas 5 vezes ao longo do ano.Há, por detrás dessa visão do Lavarini muito mais do que uma filosofia de trabalho.Ao derrotar  Paulo Coco  com tanta frequencia  Stéfano Lavarini  levou à lona todo o trabalho  do  treinador praiano.O único mérito do Paulo foi trazer o time do Praia até as finais.É justo reconhecer isto.Mas os pecados  do Praia Clube  foram muito maiores que suas virtudes  culminando com a derrota,em casa,  levando-o à perda do título.As oscilações do Praia  ao longo da temporada, muito acima do que era lícito esperar, mostram que o trabalho  foi aquém do esperado.Nos confrontos diretos que valiam titulos o Praia naufragou de forma inapelável.E o mais surpreendente  de tudo é que   não houve por parte do Praia  qualquer alteração  no seu modo de jogar.Não percebí  na equipe ou no seu treinador  qualquer tentativa de inovar,de surpreender , de mudar o saque ,de orientar sua levantadora quanto às escolhas feitas.Foi tudo sempre do mesmo jeito.Isso só mostra o quanto nossos treinadores estão obsoletos, parados no tempo , sem evoluções no modo de treinar uma equipe.Por fim, nossos parabéns  a todas as atletas,Comissão  Técnica e ao próprio Minas Tenis Clube pelo feito de ontem a noite.O titulo está em boas mãos!

Uma viagem pelo mundo do voleibol

Acompanho o voleibol brasileiro desde os primórdios  dos campeonatos nacionais masculino e feminino.A equipe do Sada Cruzeiro   me  encanta  pela magistral trajetória   e pelos títulos conquistados do mesmo modo que  o Minas   de outrora me encantava  com Cristina Pirv   quando dominou  o cenario feminino   da Superliga  com  o  fantástico L´áqua  de Fiori. Hoje   com o Praia Clube de Uberlandia ,retorno  às minhas origens triangulinas ,mas sem perder de vista    o glorioso clube do bairro Santo Antonio de BH.Ao longo de tantas temporadas e tantos jogos  acompanhados a gente acaba percebendo algumas coisas que extrapolam o limite das quadras   e alcançam o território    inóspito e desagradável do comportamento humano    frente aos desafios e cobranças  que o cotidiano   do mundo esportivo  impõe.A própria midia especializada   exacerba essas cobranças quando  endeusa certos  treinadores , outorgando-lhes  uma genialidade que não possuem.Há um certo treinador que me desagrada profundamente   pela maneira imprópria , inadequada e, no minimo deselegante e desrespeitosa de conduzir seu trabalho  dentro da quadra.Ele tem por prática desqualificar as atletas do adversario ao instruir sua  equipe.Já o vi fazer isso , e isso foi há muitos anos , quando    , na quadra do Minas  – e eu estava lá-  ao instruir sua equipe teceu comentarios depreciativos sobre as qualidades da levantadora Gisele ,da equipe adversária.Assistí perplexo quando  tratou a levantadora Claudinha,então sua atleta, de forma humilhante , perversa e covarde , inclusive afastada das demais do grupo, ao .vivo e a cores para todo o Brasil.Um verdadeiro show de horror!Ainda ontem, no jogo contra Osasco, por mais de uma vez, fez críticas ao saque da Waleuska ao reclamar da incapacidade de suas atletas em recepcionar  “aquele saque”.Reclamou novamente de suas atletas por não dominarem uma rede “sendo que do outro lado estavam Claudinha e  , quem diria? A Waleuska.” Isso tudo sem se dar conta que Waleuska, com todo o seu talento e classe, detonava a equipe dele.Esse senhor  ao que parece, acredita mesmo que é  o máximo..Suas instruções são feitas com a mão à boca, certamente para que o microfone do reporter não divulgue para o mundo “suas fantásticas  dicas” .Ou então ele tem problemas bucais. Acredito mais na primeira hipótese . Esse cara não tem nada de genio.Pouco antes da Olimpiada de Londres assisti  sua entrevista a um reporter  e,quando questionado disse que a levantadora Fernandinha , por ele convocada seria fundamental às pretensões da seleção. Vale ressaltar que a Fabíola foi considerada a melhor levantadora da temporada e não foi chamada.Disse tambem que  Natalia  seria importantíssima   nas partidas que viriam.Resultado:Fernandinha mostrou-se  uma negação sendo substituída pela Dani Lins e Natalia não pôs o pé na quadra – foi levada sem a minima condição de jogar. A seleção quase foi eliminada  e,não fosse  uma reunião das atletas a portas fechadas e sem a presença dele, não teria havido  aquela reação que levou à conquista do ouro olimpico. E aí o cara volta como genio!É brincadeira!Parte dessa imagem é de responsabilidade dessa midia especializada , que se cala  ou finge que não vê  quando esse senhor ofende atletas ou as desqualifica.E ,muitos  desses comentaristas foram atletas.Deveriam ser os primeiros a reprovar essas atitudes.É visivel que suas broncas são seletivas.Ele jamais se dirigiria  a uma Ana Moser,Fernanda Venturini,Virna ,Leila ou a qualquer dessas estrangeiras que hoje  jogam a Superliga Feminina  nos termos que usa com outras jogadoras  não tão estreladas.Pra finalizar,espero que,tanto Minas quanto Praia  não tenham  a infeliz idéia  de ,algum dia, trazê-lo para cá.Isso tudo  me faz lembrar de um fato ocorrido com o Levir Culpi,então técnico do Atletico Mineiro:ao promover uma substituição foi homenageado com o grito de burro!burro! pela torcida enfurecida.Mas com sua mexida o time acabou virando o jogo.De forma divertida Levir acabou escrevendo um livro.O título? “Um burro com sorte”.É mais ou menos por aí.

Uma frigideira fora de lugar

Recebi hoje através de rede social  video  de  solenidade de formatura de uma turma de Letras em uma Universidade brasileira.Ele mostra o discurso da paraninfa dirigido às formandas.Assisti ao video mais de uma vez para tentar captar o máximo possivel do ambiente  em torno da discursanda.Trata-se de uma senhora, logicamente  professora desta turma, que faz um discurso honesto, que a leva , pelas lembranças  de sua trajetória,a se emocionar e a até interromper por segundos  sua fala.Vê-se tratar-se de uma pessoa sensivel ,emotiva e querida por suas apadrinhadas e certamente merecedora das homenagens que a ela seus alunos prestaram.Mas ,me chamou a atenção o que  me parece ser  o nucleo central de seu discurso.Ela diz:” se você   encontrar uma frigideira  no seu banheiro ,em cima do vaso sanitário,ela seguramente estará fora de lugar.Um religioso no Congresso,um militar na política ou um político trasvestido de herói,são coisas fora do lugar”.E aí ela continua seu discurso falando do valor dos livros ,da liberdade de pensamento e por aí vai.Foi um bom discurso se considerarmos seus aspectos periféricos  que escapam do nucleo central do discurso.

E, aqui,me distancio  de sua solenidade para me fixar  nas ‘coisas fora de lugar’.Quero deixar bem claro que não vai aqui nenhuma crítica à autora do discurso.Não a conheço e não  pretendo aqui,neste espaço  fazer qualquer  observação sobre seus posicionamentos ou opiniões pessoais.O que não significa que concorde com ela.Mas fica claro  que ela expressa uma tremenda marginalização  e discriminação de parte ponderável da sociedade brasileira.Não é aceitável que  se outorgue a alguns cidadãos certos direitos  e  suprima esses mesmos direitos aos demais.Por isso o tema  é um convite à reflexão.Uma pergunta me aguça o pensamento:será mesmo que  religiosos no Congresso,militares na política ou políticos heróis ou messiânicos são coisas fora do lugar?Caio Julio Cesar era militar e político  tendo construído lá na Antiguidade o maior e mais vasto imperio  daquela época.Napoleão Bonaparte era militar e político, tendo com sua habilidade transformado a geo-política de Europa de fins do seculo 18 e inicio do  seculo 19.Ele foi o responsável direto pela vinda da Familia Real Portuguesa para o Brasil em 1808.Otto von Bismarck ,político e militar  foi o grande arquiteto da diplomacia alemã do seculo 19.Padre José de Paris,eminencia parda de Jean Marie du Plessis du Richelieu- Cardeal Richelieu – era da ordem dos Capuchinhos.Brilhante estrategista político, foi o responsável  por travar todas as potencias europeias de então  até que a França  se tornasse ,ela mesma ,uma potencia.Agora,em tempos mais recente,temos a figura emblemática de Martin Luther King,pastor da Igreja Batista e ativista político admirado por todos nós.Se olharmos a História dos Estados Unidos veremos que vários de seus maiores presidentes foram militares:George Washington  e Eisenhower eram generais,Lincoln era capitão,Theodore Roosevelt era coronel,Kennedy era tenente e muitos outros.E o que dizer do  General  Charles deGaulle,no século passado?Comandante das forças francesas fora do território da França enquanto ocupada pelos alemães,tornou-se o fundador e lider da  Quinta República Francesa  do pós guerra e cuja Constituição vigora até hoje.São inúmeros os exemplos de religiosos,militares e políticos   com presença relevante na História da Humanidade.

Creio que pelo fato de serem religiosos, ou militares, ou políticos  pseudo heróis, não se  pode negar a eles as prerrogativas , direitos  e deveres de serem cidadãos   como qualquer outro  cidadão brasileiro.Não é a batina ou a farda ou o terno  que faz dessas pessoas seres inadequados ao exercício da política.Pastores,padres e ministros  da fé são em geral pessoas  aptas e conscientes  de suas qualidades.Os militares  também são,ao longo de suas carreiras , ao longo de suas evoluções hierárquicas,treinados e instruídos  adequadamente inclusive  no estudo dos Objetivos Nacionais Permanentes e, na maioria se tornam políticos somente quando passam à Reserva.É uma visão míope , pobre e destituída de  senso lógico, tentar    desqualificar  religiosos ,militares e politicos , não importam quais sejam   suas posições no espectro politico.Não são cidadãos de segunda classe!São  cidadãos.Ponto final.

A Democracia da Esquerda

Vou contar aqui uma pequena historia ocorrida comigo nestes últimos dias no Facebook.Tudo começou quando uma velha amiga postou  e caiu no meu feed de noticias aquela propaganda do Haddad ,não mais com a cor vermelha de sempre mas,velhacamente com as cores  verde,azul e amarelo tão caracterizadas na campanha do Bolsonaro.Tão logo vi ,estranhei e disse   à autora do feed:”Ué  que negocio é esse?Vcs agora adotaram as cores da campanha do adversário?E ela candidamente respondeu que a bandeira do Brasil também  era deles.Eu retruquei: mas vcs nunca a usaram!Em suas manifestações sempre tremulavam as vermelhas!.A partir daí entra  na conversa uma nova  personagem .Pelo retratinho via-se uma mulher ,de cabelos claros,de óculos e escrito Haddad 13. Supus então que era petista.Segue o que ela escreveu:”Nossa fulana(estou omitindo o nome)que coisa chata.Agora tem 45 milhões de loucos(votos do Bolsonaro no primeiro turno) soltos por ai.Tenho medo do que possa acontecer,Imagine,racistas, homofóbicos,violentos soltos aí pelas ruas.Tenho muito medo.” Não resisti e entrei na conversa como se segue:”Me desculpe minha senhora;posso  lhe dirigir umas palavras?Em primeiro lugar a senhora não precisa ter medo.Pessoas comuns como eu e vc não seremos perseguidos por ninguém ,então  a senhora nada tem a temer. Agora,aqueles lá do topo que roubaram este País certamente devem ficar preocupados.Se, mesmo assim  a senhora se sentir insegura, seu partido tem apoiado alguns países e com certeza lá a senhora poderá ser recebida.Cuba,Venezuela,Guiné Equatorial e Bolivia são alguns deles.Em tempo:Cuba,Venezuela e Guiné Equatorial são ditaduras.A Bolivia está proxima de se tornar uma.Um abraço.”  A resposta dela veio imediata:”Eu não  sou petista, eu não tenho partido politico (deduzí então que ela é daquele outro partido,puxadinho do PT;só que ela não sabe.).Continuou ela:” não tenho medo do Bolsonaro,ele é só um pau mandado.Eu tenho medo do ser humano ,dos racistas,homofóbicos,etc.”.Respondi:Peço-lhe que entre no Google e digite “Bolsonaro e o aparte ao Clodovil”.Talvez vc se surpreenda.Mas,se mesmo assim vc mantiver seus pontos de vista,tudo bem.Então seu problema não está no Bolsonaro ou seus adeptos.Está em seu coração”.A resposta dela foi interessante:”Não estou acostumada a discutir e confrontar pessoas idosas.Fui criada sempre respeitando os mais velhos.Verei o tal video com prazer,Me desculpe se o confrontei e faltei ao respeito.”Minha resposta final:Não há o que desculpar e nem houve falta de respeito nem sua nem minha.Temos ideias divergentes e tratamos  do assunto com respeito mutuo.Gostei de falar com vc.Divergimos,mas com elegancia .Deveria ser sempre assim”.Sua resposta foi apenas um coração ,simbolo do facebook..

Agora percebo que ela foi retirada do face e nossos diálogos totalmente apagados.Não há nenhum vestigio da presença dela.Tivesse o Brasil uma Siberia ,nessa altura,tenho certeza ela estaria confinada a um gulag qualquer.Tudo indica que não foi ela  a tomar essa decisão  de se retirar do face.Alguma liderança  ,provavelmente uma pessoa com diploma,se incumbiu de podar qualquer possibilidade de livre pensamento  , de iniciativa e de livre arbitrio desta senhora.Uma pena.Mas é assim que funciona a democracia dessa gente.Essa turma cria uma marmita que deve ser rígidamente seguida  sem qualquer tipo de questionamento.Não é dada ao cidadão  a possibilidade de  pensar e agir.E, se dizem democratas.E ,pior,tem gente que acha que faz parte da cadeia de comando.Um dia vai se dar conta que é, e sempre foi, apenas  massa de manobra.