O Banquete das Vaidades

 

 

Às 14:30    o cortejo     de  togas   adentrou  o recinto   de forma   hierárquicamente ordenada.O primeiro deles,o mais antigo,dirigiu-se ao seu lugar e sentou-se majestosamente no seu trono de  couro .  Couro este oriundo de  bois com pelo menos duas premiações em exposições internacionais .Couro  duplamente curtido em emulsões cristalinas   advindas dos píncaros das mais altas montanhas do Nepal.A madeira dos seus tronos   ,ricamente trabalhadas , conforme rígida especificação  da licitação de compra, deveria ser  originaria de árvores  da Floresta    Negra  e com idade não inferior a cinquenta anos, devidamente aparelhadas em marcenaria  internacionalmente laureada.

E assim, cada um a seu tempo, tomaram assento os demais  membros  .Com a toga jogada aos ombros,símbolo do poder supremo,o  temporário  presidente,mais conhecido como aquele que está ali,mas não deveria estar,dá inicio aos trabalhos do dia.O teatro está formado com  a Presunção à sua direita,à direita deste a Arrogancia e ,defronte e na mesma ordem , o Narciso  e o Partido.Esse quinteto predomina e comanda o espírito da Côrte sendo que  o sexteto restante   não passa de mero  agente coadjuvante na visão dos primeiros.

E aí começa  o banquete de vaidades…O primeiro a se manifestar é sempre o relator do processo que ao término da leitura do relatório emite o seu parecer.O primeiro a votar sempre será o membro mais novo do colegiado.Deve ser um castigo imposto pelos demais a quem ainda não escolheu o seu lado.É nesse ponto que  cada um dos onze membros  aproveita para  , de forma enfadonhamente   desnecessária demonstrar  toda a sua cultura jurídica   e toda a sua nada modesta intelectualidade.É um tal de data venia pra cá,data máxima vênia pra lá ,e nisso levam duas horas  para dizer aquilo que  poderia ser dito em trinta minutos Embora em ocasiões  não muito raras seja possivel se assistir    a  choques de vaidade    e troca de insultos  dignas de um reality show.

Tendo votado o sexteto coadjuvante depois de decorridas horas ou até dias  chega-se ao  quinteto  que manda.E nesse quinteto é terminantemente proibido   adotar o voto ou argumento do colega.Cada voto tem de ser original,com argumentos ainda inéditos e citações de gurus jurídicos    sem direito a   repetições de nomes ou obras.O primeiro dos cinco a votar é o Partido.O próprio nome já traz implícito  o seu parecer.Embora sua posição seja óbvia ele, como praxe leva duas horas para dourar a pílula.Em seguida temos o voto do Narciso.Célebre por  querer sempre ser   contra, também requer longo tempo   de  palco  para  poder ficar ouvindo  o som  das próprias palavras,num deleite quase erótico  e enebriante.Chega-se a pensar que  é tal a sua volupia com a própria voz que  a qualquer momento  possa ocorrer um clímax  salivar.O penúltimo a votar   , o Sr. Arrogancia se acha o dono da verdade,com direito a distilar    ódio e inveja sobre aqueles  que não rezam por sua cartilha.É pródigo em proporcionar cenas degradantes  e insólitas  geralmente contra seus pares.Está sempre propenso a liberar    cidadãos   de conduta suspeita.Finalmente temos o Sr. Presunção.Seus votos são rebuscados e cansativos.Se tem a impressão que o referido   senhor   se percebe como a cereja do bolo.Aquele que ,em síntese , dá a palavra definitiva  , acima da posição dos seus pares,e,  através do melhor e mais qualificado voto  aplicar a melhor justiça.Como se “melhor justiça” fosse algo   que  pudesse existir.

Obs. Essa é uma obra de ficção.Qualquer semelhança com pessoas ou eventos reais  terá sido mera coincidencia.

O Autor

Advertisements

Fim da Linha

A Superliga Feminina de Volei chegou ,ontem em Uberlandia, ao seu final.Não há o que contestar do resultado  , por sinal meritório, alcançado pelo Minas Tenis Clube, através de uma equipe magnificamente treinada pelo italiano Stéfano Lavarini.Alías esse treinador merece um comentário  especial.Quem viu sua entrevista apresentada pelo Sportv pouco antes da partida se surpreendeu.Este foi o meu caso.Ao ser perguntado sobre o que mais gostava no jogo de volei ,Lavarini nos brindou com uma resposta,no minimo inesperada.Disse ele:”o embate entre as equipes não me  interessa.O meu embate sempre será contra os treinadores que enfrento.São eles que quero derrotar”.E, nessa temporada da Superliga que ora se encerra, foi o que ele mais fez;derrotar treinadores.Só o  Paulo Coco do Praia  foi derrotado umas 5 vezes ao longo do ano.Há, por detrás dessa visão do Lavarini muito mais do que uma filosofia de trabalho.Ao derrotar  Paulo Coco  com tanta frequencia  Stéfano Lavarini  levou à lona todo o trabalho  do  treinador praiano.O único mérito do Paulo foi trazer o time do Praia até as finais.É justo reconhecer isto.Mas os pecados  do Praia Clube  foram muito maiores que suas virtudes  culminando com a derrota,em casa,  levando-o à perda do título.As oscilações do Praia  ao longo da temporada, muito acima do que era lícito esperar, mostram que o trabalho  foi aquém do esperado.Nos confrontos diretos que valiam titulos o Praia naufragou de forma inapelável.E o mais surpreendente  de tudo é que   não houve por parte do Praia  qualquer alteração  no seu modo de jogar.Não percebí  na equipe ou no seu treinador  qualquer tentativa de inovar,de surpreender , de mudar o saque ,de orientar sua levantadora quanto às escolhas feitas.Foi tudo sempre do mesmo jeito.Isso só mostra o quanto nossos treinadores estão obsoletos, parados no tempo , sem evoluções no modo de treinar uma equipe.Por fim, nossos parabéns  a todas as atletas,Comissão  Técnica e ao próprio Minas Tenis Clube pelo feito de ontem a noite.O titulo está em boas mãos!

Uma viagem pelo mundo do voleibol

Acompanho o voleibol brasileiro desde os primórdios  dos campeonatos nacionais masculino e feminino.A equipe do Sada Cruzeiro   me  encanta  pela magistral trajetória   e pelos títulos conquistados do mesmo modo que  o Minas   de outrora me encantava  com Cristina Pirv   quando dominou  o cenario feminino   da Superliga  com  o  fantástico L´áqua  de Fiori. Hoje   com o Praia Clube de Uberlandia ,retorno  às minhas origens triangulinas ,mas sem perder de vista    o glorioso clube do bairro Santo Antonio de BH.Ao longo de tantas temporadas e tantos jogos  acompanhados a gente acaba percebendo algumas coisas que extrapolam o limite das quadras   e alcançam o território    inóspito e desagradável do comportamento humano    frente aos desafios e cobranças  que o cotidiano   do mundo esportivo  impõe.A própria midia especializada   exacerba essas cobranças quando  endeusa certos  treinadores , outorgando-lhes  uma genialidade que não possuem.Há um certo treinador que me desagrada profundamente   pela maneira imprópria , inadequada e, no minimo deselegante e desrespeitosa de conduzir seu trabalho  dentro da quadra.Ele tem por prática desqualificar as atletas do adversario ao instruir sua  equipe.Já o vi fazer isso , e isso foi há muitos anos , quando    , na quadra do Minas  – e eu estava lá-  ao instruir sua equipe teceu comentarios depreciativos sobre as qualidades da levantadora Gisele ,da equipe adversária.Assistí perplexo quando  tratou a levantadora Claudinha,então sua atleta, de forma humilhante , perversa e covarde , inclusive afastada das demais do grupo, ao .vivo e a cores para todo o Brasil.Um verdadeiro show de horror!Ainda ontem, no jogo contra Osasco, por mais de uma vez, fez críticas ao saque da Waleuska ao reclamar da incapacidade de suas atletas em recepcionar  “aquele saque”.Reclamou novamente de suas atletas por não dominarem uma rede “sendo que do outro lado estavam Claudinha e  , quem diria? A Waleuska.” Isso tudo sem se dar conta que Waleuska, com todo o seu talento e classe, detonava a equipe dele.Esse senhor  ao que parece, acredita mesmo que é  o máximo..Suas instruções são feitas com a mão à boca, certamente para que o microfone do reporter não divulgue para o mundo “suas fantásticas  dicas” .Ou então ele tem problemas bucais. Acredito mais na primeira hipótese . Esse cara não tem nada de genio.Pouco antes da Olimpiada de Londres assisti  sua entrevista a um reporter  e,quando questionado disse que a levantadora Fernandinha , por ele convocada seria fundamental às pretensões da seleção. Vale ressaltar que a Fabíola foi considerada a melhor levantadora da temporada e não foi chamada.Disse tambem que  Natalia  seria importantíssima   nas partidas que viriam.Resultado:Fernandinha mostrou-se  uma negação sendo substituída pela Dani Lins e Natalia não pôs o pé na quadra – foi levada sem a minima condição de jogar. A seleção quase foi eliminada  e,não fosse  uma reunião das atletas a portas fechadas e sem a presença dele, não teria havido  aquela reação que levou à conquista do ouro olimpico. E aí o cara volta como genio!É brincadeira!Parte dessa imagem é de responsabilidade dessa midia especializada , que se cala  ou finge que não vê  quando esse senhor ofende atletas ou as desqualifica.E ,muitos  desses comentaristas foram atletas.Deveriam ser os primeiros a reprovar essas atitudes.É visivel que suas broncas são seletivas.Ele jamais se dirigiria  a uma Ana Moser,Fernanda Venturini,Virna ,Leila ou a qualquer dessas estrangeiras que hoje  jogam a Superliga Feminina  nos termos que usa com outras jogadoras  não tão estreladas.Pra finalizar,espero que,tanto Minas quanto Praia  não tenham  a infeliz idéia  de ,algum dia, trazê-lo para cá.Isso tudo  me faz lembrar de um fato ocorrido com o Levir Culpi,então técnico do Atletico Mineiro:ao promover uma substituição foi homenageado com o grito de burro!burro! pela torcida enfurecida.Mas com sua mexida o time acabou virando o jogo.De forma divertida Levir acabou escrevendo um livro.O título? “Um burro com sorte”.É mais ou menos por aí.

Uma frigideira fora de lugar

Recebi hoje através de rede social  video  de  solenidade de formatura de uma turma de Letras em uma Universidade brasileira.Ele mostra o discurso da paraninfa dirigido às formandas.Assisti ao video mais de uma vez para tentar captar o máximo possivel do ambiente  em torno da discursanda.Trata-se de uma senhora, logicamente  professora desta turma, que faz um discurso honesto, que a leva , pelas lembranças  de sua trajetória,a se emocionar e a até interromper por segundos  sua fala.Vê-se tratar-se de uma pessoa sensivel ,emotiva e querida por suas apadrinhadas e certamente merecedora das homenagens que a ela seus alunos prestaram.Mas ,me chamou a atenção o que  me parece ser  o nucleo central de seu discurso.Ela diz:” se você   encontrar uma frigideira  no seu banheiro ,em cima do vaso sanitário,ela seguramente estará fora de lugar.Um religioso no Congresso,um militar na política ou um político trasvestido de herói,são coisas fora do lugar”.E aí ela continua seu discurso falando do valor dos livros ,da liberdade de pensamento e por aí vai.Foi um bom discurso se considerarmos seus aspectos periféricos  que escapam do nucleo central do discurso.

E, aqui,me distancio  de sua solenidade para me fixar  nas ‘coisas fora de lugar’.Quero deixar bem claro que não vai aqui nenhuma crítica à autora do discurso.Não a conheço e não  pretendo aqui,neste espaço  fazer qualquer  observação sobre seus posicionamentos ou opiniões pessoais.O que não significa que concorde com ela.Mas fica claro  que ela expressa uma tremenda marginalização  e discriminação de parte ponderável da sociedade brasileira.Não é aceitável que  se outorgue a alguns cidadãos certos direitos  e  suprima esses mesmos direitos aos demais.Por isso o tema  é um convite à reflexão.Uma pergunta me aguça o pensamento:será mesmo que  religiosos no Congresso,militares na política ou políticos heróis ou messiânicos são coisas fora do lugar?Caio Julio Cesar era militar e político  tendo construído lá na Antiguidade o maior e mais vasto imperio  daquela época.Napoleão Bonaparte era militar e político, tendo com sua habilidade transformado a geo-política de Europa de fins do seculo 18 e inicio do  seculo 19.Ele foi o responsável direto pela vinda da Familia Real Portuguesa para o Brasil em 1808.Otto von Bismarck ,político e militar  foi o grande arquiteto da diplomacia alemã do seculo 19.Padre José de Paris,eminencia parda de Jean Marie du Plessis du Richelieu- Cardeal Richelieu – era da ordem dos Capuchinhos.Brilhante estrategista político, foi o responsável  por travar todas as potencias europeias de então  até que a França  se tornasse ,ela mesma ,uma potencia.Agora,em tempos mais recente,temos a figura emblemática de Martin Luther King,pastor da Igreja Batista e ativista político admirado por todos nós.Se olharmos a História dos Estados Unidos veremos que vários de seus maiores presidentes foram militares:George Washington  e Eisenhower eram generais,Lincoln era capitão,Theodore Roosevelt era coronel,Kennedy era tenente e muitos outros.E o que dizer do  General  Charles deGaulle,no século passado?Comandante das forças francesas fora do território da França enquanto ocupada pelos alemães,tornou-se o fundador e lider da  Quinta República Francesa  do pós guerra e cuja Constituição vigora até hoje.São inúmeros os exemplos de religiosos,militares e políticos   com presença relevante na História da Humanidade.

Creio que pelo fato de serem religiosos ou militares ou políticos  pseudo heróis, não se  pode negar a eles as prerrogativas , direitos  e deveres de serem cidadãos   como qualquer outro  cidadão brasileiro.Não é a batina ou a farda ou o terno  que faz dessas pessoas seres inadequados ao exercício da política.Pastores,padres e ministros  da fé são em geral pessoas  aptas e conscientes  de suas qualidades.Os militares  também são,ao longo de suas carreiras , ao longo de suas evoluções hierárquicas,treinados e instruídos  adequadamente inclusive  no estudo dos Objetivos Nacionais Permanentes e, na maioria se tornam políticos somente quando passam à Reserva.É uma visão míope , pobre e destituída de  senso lógico, tentar    desqualificar  religiosos ,militares e politicos , não importam quais sejam   suas posições no espectro politico.Não são cidadãos de segunda classe!São  cidadãos.Ponto final.

A Democracia da Esquerda

Vou contar aqui uma pequena historia ocorrida comigo nestes últimos dias no Facebook.Tudo começou quando uma velha amiga postou  e caiu no meu feed de noticias aquela propaganda do Haddad ,não mais com a cor vermelha de sempre mas,velhacamente com as cores  verde,azul e amarelo tão caracterizadas na campanha do Bolsonaro.Tão logo vi ,estranhei e disse   à autora do feed:”Ué  que negocio é esse?Vcs agora adotaram as cores da campanha do adversário?E ela candidamente respondeu que a bandeira do Brasil também  era deles.Eu retruquei: mas vcs nunca a usaram!Em suas manifestações sempre tremulavam as vermelhas!.A partir daí entra  na conversa uma nova  personagem .Pelo retratinho via-se uma mulher ,de cabelos claros,de óculos e escrito Haddad 13. Supus então que era petista.Segue o que ela escreveu:”Nossa fulana(estou omitindo o nome)que coisa chata.Agora tem 45 milhões de loucos(votos do Bolsonaro no primeiro turno) soltos por ai.Tenho medo do que possa acontecer,Imagine,racistas, homofóbicos,violentos soltos aí pelas ruas.Tenho muito medo.” Não resisti e entrei na conversa como se segue:”Me desculpe minha senhora;posso  lhe dirigir umas palavras?Em primeiro lugar a senhora não precisa ter medo.Pessoas comuns como eu e vc não seremos perseguidos por ninguém ,então  a senhora nada tem a temer. Agora,aqueles lá do topo que roubaram este País certamente devem ficar preocupados.Se, mesmo assim  a senhora se sentir insegura, seu partido tem apoiado alguns países e com certeza lá a senhora poderá ser recebida.Cuba,Venezuela,Guiné Equatorial e Bolivia são alguns deles.Em tempo:Cuba,Venezuela e Guiné Equatorial são ditaduras.A Bolivia está proxima de se tornar uma.Um abraço.”  A resposta dela veio imediata:”Eu não  sou petista, eu não tenho partido politico (deduzí então que ela é daquele outro partido,puxadinho do PT;só que ela não sabe.).Continuou ela:” não tenho medo do Bolsonaro,ele é só um pau mandado.Eu tenho medo do ser humano ,dos racistas,homofóbicos,etc.”.Respondi:Peço-lhe que entre no Google e digite “Bolsonaro e o aparte ao Clodovil”.Talvez vc se surpreenda.Mas,se mesmo assim vc mantiver seus pontos de vista,tudo bem.Então seu problema não está no Bolsonaro ou seus adeptos.Está em seu coração”.A resposta dela foi interessante:”Não estou acostumada a discutir e confrontar pessoas idosas.Fui criada sempre respeitando os mais velhos.Verei o tal video com prazer,Me desculpe se o confrontei e faltei ao respeito.”Minha resposta final:Não há o que desculpar e nem houve falta de respeito nem sua nem minha.Temos ideias divergentes e tratamos  do assunto com respeito mutuo.Gostei de falar com vc.Divergimos,mas com elegancia .Deveria ser sempre assim”.Sua resposta foi apenas um coração ,simbolo do facebook..

Agora percebo que ela foi retirada do face e nossos diálogos totalmente apagados.Não há nenhum vestigio da presença dela.Tivesse o Brasil uma Siberia ,nessa altura,tenho certeza ela estaria confinada a um gulag qualquer.Tudo indica que não foi ela  a tomar essa decisão  de se retirar do face.Alguma liderança  ,provavelmente uma pessoa com diploma,se incumbiu de podar qualquer possibilidade de livre pensamento  , de iniciativa e de livre arbitrio desta senhora.Uma pena.Mas é assim que funciona a democracia dessa gente.Essa turma cria uma marmita que deve ser rígidamente seguida  sem qualquer tipo de questionamento.Não é dada ao cidadão  a possibilidade de  pensar e agir.E, se dizem democratas.E ,pior,tem gente que acha que faz parte da cadeia de comando.Um dia vai se dar conta que é, e sempre foi, apenas  massa de manobra.

Resposta a FHC

A ex excia. FHC acaba de divulgar uma carta aos brasileiros.Seu teor beira a cabotinice e o oportunismo nefasto de quem vê seu barco afundando  e procura   salvar a si e a seu séquito  do inevitável.As forças que ele conclama a se entenderem  e a se unirem  são as mesmas que,nas suas próprias  palavras “montaram”  o sistema político  vigente e que nos conduziram ao deplorável  estado moral e material  a que chegamos.É estranho e patético,para ficar no minimo que nossa educação permite, que levaram 30 anos roubando  a nós povo e a nossa história para , agora vir falar de   “busca  de coesão política”.Coesão de  quem e o que com quem e com que?Dos políticos de PSDB,PT MDB et caterva com outro objetivo senão mudar para que  nada mude?.Que  moral tem esses partidos  , lixos putrefatos  do mesmo saco, responsáveis pelas mazelas   e agruras  desse povo sofrido e traído  por essa casta de  irresponsáveis e  desonestos pseudo congressistas  que agora almejam falar em nome do povo.Aliás  parece que vc FHC não entendeu,nem tampouco    os demais    partidários de seus devaneios.Vocês não falam mais pelo povo e ainda pensam que o representa.E se enganam mais ainda quando  acham que o sucesso do Jair Bolsonaro se deve ao fato dele “falar o que o povo quer ouvir” como escutamos tantas vezes através dessa midia mediocre  e idiotizada.O sucesso dele sr. ex.  para seu desalento,é que ele fala o que o povo gostaria de falar. Aliás vc de forma vil o responsabiliza pela violencia quando quem fala em derramar sangue ,em usar espingarda e paredão ,enfim sr.ex.quem patrocina a violencia são vcs. e sempre se fazem de vitima. Esse golpe já é manjado.A Lava Jato escancarou  a podridão desse seu sistema político e provocou a conscientização do povo  que,ao perceber que era somente massa de manobra  resolveu agir.O povo,sr. ex.  finalmente  viu em Bolsonaro  seu porta voz,seu defensor e um homem honesto,figura rara em seu meio sr. ex.  Um homem sempre pronto a  defender os valores mais caros  e legitimos  da sociedade; sociedade esta  que vcs de esquerda teimam em vilipendiar  e tentam destruir.Sua carta sr. ex. é covarde pois navega em águas periféricas quando, de forma      quase descuidada   tangencía as falcatruas de seu partido e dos demais  ao longo desses 30anos  de aperfeiçoamento da malandragem e da enganação.O que vc propõe é uma aglutinação  da perversão politica  que aí está  para se manter no poder,em nome de uma falsa    e hipócrita   ação em prol da  salvação e do  bem estar da Nação.Mas nós povo não  mais  estamos dispostos  a lhes entregar o País.Pelo contrario sr.ex , queremos sim  varrê-los   de nossas vidas para  que o Brasil reencontre seus destinos  , através de corações patrióticos e de mãos limpas.Vc citou Churchil e sua promessa de sangue suor e lágrimas ao povo inglês.Mas vc e sua geração de politicos foram muito além de Churchil; vcs nesses 30 anos de poder causaram ao povo brasileiro  mais sangue ,suor e lágrimas do que se poderia imaginar.É hora desse sofrimento acabar.Para  o bem do Brasil

Ventos de Esperança

Não se trata aqui no texto abaixo, de se fazer qualquer tipo de comparação entre os objetivos e prerrogativas   do TRF-4 e o Supremo Tribunal Federal.Enquanto esta última é uma  Corte Constitucional aquela  é uma Corte Recursal.Seus papéis e responsabilidades são completamente distintos.Na recursal,seus membros são funcionários de carreira da magistratura enquanto  no STF   são ,em geral,indicações  politicas.No texto tentamos mostrar as diferenças  de comportamento,atitudes e condutas individuais,ou mesmo coletivas dos membros das duas casas.Na côrte de recursos  prevalece ,em geral, a impessoalidade e a conduta meramente republicana.Já no STF ,muitas vezes seus membros mais parecem  advogados de individuos ou  delegados de partidos políticosQuem está habituado à pompa e  soberba do STF  certamente teve uma enorme  surpresa com  a simplicidade   e practicidade do plenario da Oitava Turma do TRF-4 sediada em Porto Alegre.Gebran Neto ,Leandro Paulsen e Victor Laus  mostraram a todo o País  uma nova face  da magistratura brasileira.Uma face plena de vigor jurídico ,objetiva ,detalhista quando necessario,didática quando  exigida,desprovida das vaidades tolas  pedantes ,egoistas e principalmente ideologizadas tão rotineiramente vistas na Suprema Corte.Não se viu ali,naquele triunvirato, em momento algum,qualquer dos membros querer ser maior ou melhor que os demais.Não se viu ali qualquer de seus membros  comentários desairosos,instiladores de ódio  ou de menosprezo às opiniões de seus pares.Situações essas tão comuns no STF,onde, se vê por trás de alguns membros os interesses personalisticos e partidários que vergonhosamente  insistem em defender, em flagrante desrespeito ao cidadão comum.Lembram-se do revisor na AP470?Sempre puxando o tapete do relator?E agora no TRF-4, pudemos observar a cristalina  e competente objetividade  na condução dos trabalhos. Havia uma  harmoniosa relação no plenario.Não se perdeu tempo com filigranas e firulas jurídicas  tão patéticas e ridículas  vistas lá em Brasilia.Disse certa vez um ministro do supremo que processo não tem capa,e sim conteúdo. Não parece ser verdade.Lá  naquela corte  o que mais importa é a capa.Não é a toa que   em seus escaninhos  mofam os processos contra os poderosos bandidos da República. E, no dia de hoje,após o acachapante 3×0   e os doze anos  dados ao Lula  ´ja começam os burburinhos para se rever a prisão em segunda instancia.Logo logo os ratos  da República  sairão de suas tocas!Resta a nós ,cidadãos de bem  apoiar os ventos de esperança   que esses novos magistrados,procuradores,juizes federais e  membros da Policia Federal  heroicamente  e teimosamente   trazem   ao País.