Os Gauchos e Eu –Primeiro Contato

Foi com curiosidade que , sentado na mureta de pedra a vista do jardim de minha casa observei  o grupo de pessoas   se instalando na casa defronte,carregados de caixas,malas e pacotes.Nossa casa  foi construída  em um lote alto , e uma rampa  descia desde o portão de serviço até a lateral do lote e depois invertia o sentido e tornava a descer ate o nível da rua.Deste modo minha visão lá do alto  era ampla e privilegiada.Era fácil notar um senhor  de estatura mediana,tez morena,cabelo bem preto,cuidadosamente partido de lado, liderando as ações de transporte  das coisas para dentro da casa ,recém alugada.Eram cinco pessoas;este já mencionado senhor,uma senhora,certamente sua esposa,um rapaz e duas mocinhas.Desci mais um pouco  e me sentei  novamente na mureta do jardim,acompanhado do cão pastor alemão  Jango de nossa casa.Em dado momento , aquele senhor olha pra mim,diz alguma coisa pra senhora e atravessa a rua em direção  ao portão de entrada de nossa casa.Ele sobe até o meio da rampa,olha pro animal e pergunta alguma coisa.E eu ali completamente mudo.Ele repete a pergunta e,só na terceira tentativa traduzi que ele perguntava o nome do cachorro.

__O  nome dele é Jango

__Como?

__Jango

__Ah!  Jango,e foi logo emendando: Meu nome é Clovis Machado ,sou o novo gerente da Varig para Minas Gerais e sou gaucho.

__E Jango é o nome dele,não é?

Estávamos em 1963,João   Goulart era o presidente,a política fervilhava , era gaucho e tinha o apelido de Jango

Achei melhor  explicar.O nome do cachorro era devido ao fato de existir  na fazenda Santa Cruz  de meus avós um cachorro com esse nome.Não tinha qualquer correlação com figuras políticas.

Tentamos conversar mais alguma coisa mas  o papo morreu ali.Retornei ao interior de minha casa e minha mãe   me perguntou de que falava com o novo vizinho.

Não consegui entender   metade do que ele falou.O

 cara fala enrolado.Me parece um cara falando português de Portugal.

Corta  para ele retornando a sua casa:

__O que falaste com o guri,pergunta a esposa

__Só sei que o nome do cão é Jango.Depois não entendi mais nada.O guri fala muito embolado.

Dois meses depois eu estava namorando a filha dele.E aí nossa falta de entendimento foi de outra natureza.Batemos de frente algumas vezes.Ele tinha o gênio forte e eu também..Uma vez estava eu com a Maria Helena sentados na mureta do jardim quando ele chegou com a Kombi da Varig.Ele parou o carro em cima do passeio,abriu o portão de entrada,entrou com o veiculo,voltou e fechou o portão com violência.Eu me levantei ,abri novamente o portão e tornei a fecha-lo  com a mesma violência.Voltei e me sentei novamente.Mas ai a guria se cansou de tudo aquilo e me mandou passear.E o mundo continuou…..

Advertisements