Narcisismo Politico

Agora,acabada a   jornada da eleição  para a presidência felizmente  as rotinas  do cidadão retornam  e a vida seguirá em frente.Mas ,abre-se um espaço  interessante para uma avaliação da campanha do Aécio Neves.Tentarei aqui expor meu ponto de vista,que,tenho certeza  coincidirá com muitos dos meus conterrâneos mineiros.Muito antes do 05/10,quando as primeiras pesquisas para o governo de Minas começaram a ser divulgadas mostrando a dianteira do Pimentel,comentei com amigos e familiares  que  o desastre era iminente e que poderia custar  a vitoria do Aecio .A escolha de Pimenta da Veiga foi para mim um erro gigantesco.Quando você  vê nos debates o Aecio conclamar Dilma a olhar  para o futuro e deixar de olhar no retrovisor,constata-se ali sua tremenda incoerência.Foi ele que ,la atrás na escolha do candidato,ajustou bem o retrovisor e ressuscitou  um defunto político.Nada contra o Sr. Pimenta da Veiga!Ou melhor;tudo contra o Sr. Pimenta Da Veiga!Eleito prefeito de Belo Horizonte largou o cargo no meio do caminho,sem   antes consolidar  qualidades de gestor eficiente e lançou-se candidato a governador,sendo derrotado alem de deixar o belorizontino contrariado e com a sensação de ter sido traído.Ao ungir Pimenta da Veiga,numa decisão pessoal e autocrática,Aecio   demonstrou uma  fatal arrogância política, eivada de    soberba e   daquilo que chamo de narcisismo político,ou seja “basta a minha indicação e tudo se resolverá naturalmente”.Eleger poste não é uma tarefa fácil!Que o diga o Lula com o Padilha em São Paulo.A possibilidade de perder, não foi em nenhum momento   considerada  ou vislumbrada por Aecio e  seus assessores.Tivesse ele  avaliado as catastróficas consequências  para   seus projetos pessoais e de seu partido que uma derrota em Minas acarretaria e certamente vai  acarretar,a escolha de seu candidato a governador teria sido melhor analisada ou planejada.Poderia ser o  próprio Pimenta da Veiga, tivesse ele sido repatriado a dois ou três anos e colocado em uma secretaria  com visibilidade do governo Anastasia.Essas lições provavelmente o saudoso Tancredo se esqueceu de  transmitir ao neto.

 

Ass.  Fabio  Botelho

Belo Horizonte,27/10/2014

Advertisements