Alerta aos amigos

No dia 20 de Julho fomos eu,minha mulher e minha filha na Churrascaria Adega do Sul na Avenida do Contorno em Belo Horizonte.Paramos na porta,descemos do carro e o manobrista da churrascaria me pediu a chave do carro a fim de levá-lo ao estacionamento.Respondí que a chave estava dentro do carro no console e o carro ligado.Entramos no estabelecimento enquanto ele levava o carro  para estacioná-lo em outro local que não a garagem existente no proprio predio da churrascaria.Saboreamos o nosso fondue e dei o ticket do estacionamento ao garçon para agilizar a disponibilização do veiculo.Chegamos na calçada e o carro foi trazido,agora da garagem do proprio predio por outro manobrista diferente do anterior.Pegamos o carro e deixamos o local.Cerca de dois quilometros depois ao levar a mão ao console e pegar o chaveiro percebi que parte do chaveiro havia desaparecido e as chaves agora estavam colocadas na chave do veiculo.Este chaveiro era composto  da chave do carro em uma extremidade,um chaveiro  com cinco cubos metálicos cujas faces mostravam em cada um deles uma letra do meu nome  formando F.A.B.I.O.  ,conectado a`chave do carro e na sua extremidade tres chaves comuns.Não havia contato das tres chaves com a chave do veiculo.Este chaveiro me foi dado pela Maria Helena havia cerca de sete anos.Como troquei de carro resolvi colocá-lo  em uso.Era de baixo valor monetario e só tinha valor por ser um presente.Constatado sua ausencia resolvemos retornar à churrascaria Adega do Sul.Após conversar com os manobristas,mandei chamar o gerente  e ,na presença deles,relatei o ocorrido.O primeiro disse que quando pegou o carro a chave estava na ignição.Uma inverdade.A chave é de presença e fica no console,sem necessidade de colocá-la  na ignição.O segundo manobrista alegou que quando pegou o carro achou o chaveiro estranho sem dar maiores detalhes.Disse ainda  que o tal chaveiro poderia estar caido dentro do carro.Respondi que só por milagre as chaves  que estavam na extremidade do chaveiro desaparecido agora,espantosamente  surgiriam acopladas à chave do carro.O cara por esperteza ou por deficiencia de inteligencia voltou a insistir nessa possibilidade.Deixei meu numero de celular com o gerente que me prometeu um retorno sobre o caso.Esse retorno veio hoje,29/07, 9 dias após o ocorrido.Suas palavras:”infelizmente ,após  analisar as cameras de segurança  não foi possivel determinar  o que tinha ocorrido e,que portanto não poderia ser imputado a ninguém  o roubo do chaveiro.” Se dispôs a  mandar fazer um novo chaveiro para sanar o problema.Declinei da oferta,dizendo que  a perda do chaveiro era perfeitamente superável,mas que o roubo de maneira alguma eu  poderia superar.Relatei-lhe que nossa familia era cliente antiga da Adega do Sul ,sendo minha esposa conterranea dos proprietários.Ambos eram de Cruz Alta no Rio Grande do Sul .Disse também que haviamos decidido que jamais retornariamos àquele estabelecimento em virtude da quebra de confiança   manifestada.A permanencia de  uma pessoa desonesta entre os membros da equipe é fator mais que suficiente  para reforçar nossa atitude.E disse mais;”hoje foi um simples chaveiro;amanhã poderá ser um chaveiro mais valioso ou mesmo o esquecimento de um celular,uma carteira ,um tablet,quem sabe.

Agora,quem quiser se arriscar……..

,

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s