Passeando pela História

Ao percorrer a grade de canais de TV , ontem a noite,me deparei com algo parecido com um documentário sobre a trajetória política de Getulio Dorneles Vargas. Com o suporte por filmes,imagens e depoimentos o dito documentário narra os primeiros passos na vida pública de Getulio.Formado em Direito, é nomeado promotor em Porto Alegre,, e daí segue em sua fulminante trajetória política de deputado estadual, federal,ministro da fazenda. Governador do Rio Grande do Sul. Em 1930 eclode a revolução e Getulio é conduzido à Presidencia da Republica.Com a promessa de uma nova Constituição ,Getulio se firma no poder,enquanto empurra com a barriga tal medida. Em 1932 irrompe em São Paulo a Revolução Constitucionalista.Mas São Paulo fica isolado , ao passo que Getulio ganha força e em 1937 estabelece uma nova Constituição.Baseada no Positivismo e nas ideias Castilhistas – ideias essas de Julio de Castilhos de cunho fortemente concentrador de poder, Getulio institue a Ditadura do Estado Novo.Em 1945 cai o Estado Novo na esteira da derrocada do nazismo e do fascismo e Getulio é convidado a se retirar e a se recolher a sua Estancia em São Borja.Retorna triunfalmente ao poder nas eleições de 03 de outubro de 1950,para cumprir um novo mandato, agora sufragado pelo voto popular.Tal mandato se encerraria em 1955, não fossem os trágicos acontecimentos de Agosto de 1954,culminando com seu suicídio no dia 24 daquele mêsEsse relato acima diz de forma muito resumida a trajetoria de Getulio.Mas o que me chamou a atenção naquele documentario foram outros eventos.Como disse la no inicio ,o documentário é entrecortado por depoimentos de figuras publicas relevantes ,alguns até participantes ativos daqueles tempos difíceis.Vimos com interesse as narrativas de Paulo Brossard,Jarbas Passarinho,o radialista Luis Mendes,Carlos Heitor Cony e outros.Mas um particularmente me chamou a atenção.Mas antes de mencioná-lo gostaria de fazer alguns comentários sobre Getulio Vargas e seu governo.Como qualquer cidadão ,político ou não,somos todos portadores de virtudes e defeitos.Mas virtudes e defeitos não representam uma equação de soma zero.Getulio não fugia à regra.Idealizador da Petrobras,da Eletrobras, teve na elaboração e consolidação das leis trabalhistas um de seus maiores legados.Foi também o criador da Justiça Eleitoral.Mas,ao lado dessas ideias iluminadas que engrandeceram sua biografia ocorreram fatos que também sombrearam a sua historia.A criação da Chamada Lei Teresoca,feita de encomenda para atender a um pleito do então todo poderoso jornalista Assis Chateaubriand ou mais grave, a deportação de Olga Benario para a Alemanha nazista.Como se sabe,Olga,companheira de Luis Carlos Prestes,,estando grávida, foi entregue à sanha dos nazistas.Ficou presa até o nascimento da criança(uma menina).Aquele regime , agindo com a fidalguia que lhe era muito peculiar, aguardou o término do período de amamentação e então a executou.Quando Getulio na sua carta testamento diz que entrega sua vida à sanha dos inimigos, isso para mim soa incoerente.Com a Olga Benário ele fez o que?
Voltando agora aos depoimentos no documentário, pude perceber como funciona a mente de um esquerdopata.Em dado momento entra em cena a figura de um gordinho, sociólogo de esquerda—dizer sociólogo de esquerda me parece pleonasmo–.Isso me lembra o tal de intelectual de esquerda- -Essa gente necessita frenéticamente de um selo de qualidade; ser intelectual não diz nada,daí o “da esquerda”.Isso lhes confere um ar de inteligência que o titulo profissional parece não lhes agregar.Mas, voltemos ao dito gordinho;ele desenvolve uma versão dos fatos, atentem, não uma teoria, dos acontecimentos de 5 de agosto, que, quero crer mataria de inveja o mais dos talentosos roteiristas da filmografia mundial.Segundo ele,o major Rubens Vaz, era um cabra marcado para morrer.Ele teria sido escalado para ser morto pelos próprios conspiradores naquele trágico atentado da Rua Toneleros.Segundo ele a existencia de um cadáver faria parte do maquiavélico plano,E mais ainda,Carlos Lacerda seria o autor do disparo no próprio pé.Haja imaginação!
Fico aqui a pensar na horrorosa ,pérfida e cruel atitude de se escolher para morrer um jovem major de 32 anos e pai de 04 filhos menores.
Sendo isso verdade,que ardam no fogo do inferno todos aqueles conspiradores.Caso contrario que arda o gordinho sociólogo.Pois nunca vi uma distorção  da História tão cabotina!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s