Técnicos e Comisssões Técnicas no Futebol -2

No artigo anterior dessa série  escrevi,embora de maneira superficial,sobre a qualidade do jogador brasileiro  e das dúvidas quanto ao trabalho dos técnicos e suas comissões.Hoje pretendo ser mais crítico e objetivo.E mais uma vez usarei como paradigma a equipe do Cruzeiro.Mas ,desde já , afirmo que o que  vocês irão ler  se aplica a qualquer   equipe do futebol brasileiro.Acompanho os jogos do Cruzeiro ,mais de perto,desde 2013.A conquista do Brasileirão 2013 foi fantástica e incontestável.Repetir a dose em 2014 também  encheu os cruzeirenses de orgulho.Todos sabem como é difícil  esse  torneio,onde os candidatos ao título estão  espalhados por  inúmeros estados da Federação.É tão difícil que o Atlético Mineiro, de grande história, só o conseguiu uma vez há 44 anos.Mas não devemos deixar que essas conquistas mascarem as deficiências  que pude observar e que no meu entendimento  passam  pela responsabilidade dos técnicos.Vamos a elas:

–O  Cruzeiro não tem,há mais de três anos,um batedor de faltas de qualidade.E como faz falta um Ronaldinho no time!Quantas vezes ele decidiu jogos para o Galo.Por que ninguém foi treinado .o quanto necessário, para executar essa função?E continuamos sem esse jogador.!

–O  Fabio e de sorte,toda a defesa do Cruzeiro não sabe sair jogando.O chutão ainda é a melhor opção.Quantas vezes,após uma defesa  a zaga sai caminhando de costas para ele.Ele não tem com quem jogar, e sua qualidade para chutar é  sofrível.Aqui faço uma inconfidência;ano passado,mais precisamente em maio,antes da Copa e antes da excursão do Cruzeiro aos Estados Unidos eu disse  ao Marcelo Oliveira da necessidade de treinar o Fabio e a defesa a sair jogando.Ficou patente,pelo menos para mim que o Marcelo,educado e de mente aberta como é   buscou aprimorar  essa  saída de bola  e   observamos, no retorno da excursão,  uma postura melhor do Fabio nesse quesito.Mas parece que essa evolução  estagnou.

–Vou  fazer um comentário aqui que ,certamente irá surpreender ou até estarrecer, torcedores,técnicos  e comissões.O Cruzeiro de 2013,2014, e neste 2015,só conseguiu    colocar a bola na rede,na situação em que se defrontam,frente a frente ,atacante e goleiro adversário – como Allison contra o Vitor  no clássico—em 02 oportunidades, , uma do Leandro Damião e outra do Allison na excursão.E digo mais:Dagoberto,Marcelo Moreno,Borges, Goulart,Vinicius Araujo,Everton Marlone,Julio Batista, o próprio Allison,todos eles –sem exceção– vivenciaram essa situação e não converteram.Chutaram a bola no peito do goleiro.Faltaram-lhes competência e, principalmente treinamento para   que tivessem sucesso.A   incrível perda  do Allison no clássico  mostra que nada mudou.E  essas situações ocorrem praticamente em todos os jogos.Os treinadores deveriam dar mais atenção  a este problema.

–E, finalmente  mas muito importante é a qualidade do passe e das finalizações que considero mediocres ,não só no Cruzeiro, mas em todo o futebol brasileiro.E como isso é endemico e repetitivo  pode-se concluir que há uma grave deficiencia de treinamento  nesses   cruciais  fundamentos.

Até mais!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s